A ressignificação da música no Brasil. Mídia e educação musical

Autores

  • Alessandro Vasconcelos Universidade de Taubaté
  • Letícia Maria Pinto da Costa Universidade de Taubaté
  • Rachel Abdala Universidade de Taubaté

Resumo

No presente estudo de natureza bibliográfica buscou-se refletir a respeito da dicotomia entre música popular e música popularesca que, atualmente, estão em contextos praticamente indissociáveis, balizados pela indústria cultural das sociedades capitalistas. O estudo também buscou promover uma distinção conceitual entre os contextos popular e erudito sem desconsiderar a importância dessas duas visões para o estudo da música. Visou ainda tratar da Educação Musical de modo que essa área do conhecimento proporcione uma visão histórico-social e identitária em relação ao país por meio da música. Concluímos que as mídias de massa como a televisão e o rádio impõem aos adolescentes e crianças, uma música ligada muito mais à imagem dos artistas do que com a arte em si. Somando estes estereótipos atuais com os poucos incentivos culturais do Estado, vemos na passagem do século XX para o século XXI uma ressignificação cada vez maior da música popular no Brasil.

Downloads

Publicado

2018-07-05

Edição

Seção

Artigos