Tempo linear e tempo mágico nas propagandas educacionais

Autores

  • Cláudia da Silva Pereira Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro
  • Marcelo Siqueira Maia Vinagre Mocarzel Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro

Resumo

Contrariando expectativas, a publicidade é a guardiã do pensamento mágico na sociedade capitalista. Dentro dela opera um sistema de tempo cíclico, não-linear, que resolve magicamente todos os problemas e burla as determinações do tempo histórico: passado e futuro se confundem com o presente para fazer valer o consumo. Neste artigo analisaremos três anúncios publicitários de instituições ligadas ao campo educacional, apontando como o discurso construído rompe com a noção de tempo linear e reorganiza a vida social de maneira totêmica.

Biografia do Autor

Cláudia da Silva Pereira, Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro

Doutora (2008) e Mestre (2003) em Antropologia Cultural pelo PPGSA (Programa de Pós-Graduação em Sociologia e Antropologia) do IFCS (Instituto de Filosofia e Ciências Sociais) da UFRJ (Universidade Federal do Rio de Janeiro). Professora Ajdunta e Coordenadora do Programa de Pós-Graduação em Comunicação da PUC-Rio, concentra suas pesquisas nos estudos das representações sociais da juventude na mídia, especialmente na publicidade, e suas relações com o consumo. Pesquisadora Plena do PECC - Programa de Estudos em Comunicação e Consumo - Academia Infoglobo/PUC-Rio.

Marcelo Siqueira Maia Vinagre Mocarzel, Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro

Doutorando em Comunicação (PUC-Rio). Mestre em Educação (UFF). Professor do Unilasalle-RJ. Pesquisador do NUGEPPE/UFF e do PECC/PUC-Rio.

Downloads

Publicado

2018-03-31

Edição

Seção

Artigos